quarta-feira, 30 de outubro de 2013

XIII SBPE um sucesso de público e de conteúdo


XIII SBPE energias renovadas

Após 13 meses de intensa divulgação e preparação finalmente aconteceu o tão esperado Simpósio, de 25 a 27 de outubro,  reunindo 87 pessoas em 3 dias de intensa movimentação e aprofundamento doutrinário, com 12 trabalhos apresentados, com um grande espaço para perguntas, espaço para autógrafos, livraria, coquetel de abertura, coffe-brakes, finalizado com uma mesa redonda a respeito do importante tema de interesse dos livre pensadores que foi “A Divulgação de nossas ideias” com excelente participação do público.

Durante o evento ocorreu também a Assembleia da Cepa-Brasil que elegeu para um mandato de 2 anos uma nova diretoria capitaneada por Homero Ward da Rosa que substitui a Alcione Moreno que esteve no cargo por brilhantes 4 anos.

Recepção:

Desde as 14 horas de sexta-feira já estávamos posicionados para receber os amigos e credenciá-los para o evento.


Abertura do evento

Na sexta-feira, dia 25 às 20:00 horas Alexandre Cardia Machado presidente do Instituto Cultural Kardecista de Santos faz uso da palavra, relatando o processo de desenvolvimento e preparação deste importante evento ao longo dos últimos 13 meses, falando sobre o prazer de planejar junto com toda a equipe do ICKS mais um evento desta magnitude, onde os apresentadores se inscrevem livremente e produzem um trabalho que é incorporado aos anais do SBPE.

Alexandre Cardia Machado
 

 
Trabalhos do primeiro dia

Foram apresentados, “Uma análise kardecista da desobediência civil” por Eugenio Lara e “O desenvolvimento do Espírito, até o surgimento da vida na Terra, uma hipótese livre pensadora Kardecista” apresentado por Alexandre Machado, coordenando a mesa Roberto Rufo.

Alexandre Cardia Machado - Eugenio Lara  - Roberto Rufo

Coquetel

Logo após a apresentação dos trabalhos acima referidos, todos os convidados foram convidados a descer até o refeitório onde foram servidos salgadinhos e bolo, numa grande confraternização.

 

Um sábado intenso

 As atividades retomaram às 9 horas da manhã, com o trabalho “O Livre Arbítrio e os seus inimigos” por Roberto Rufo e Silva e “Pesquisa Mediúnica sobre Reencarnação” apresentado pelo Grupo Espírita Livre Pensador que foi apresentado por Sirlei Chaves e Jaime Lara, coordenado por Valéria Régis e Silva.

 

Foto superior: Roberto Rufo - Jaime - Sirlei e Valéria
Foto inferior: Roberto Rufo - Jaime e Sirlei

Após o coffe-brake a segunda sessão da manhã contou com Herivelto Carvalho falando sobre “A Filosofia Espírita de Torres-Solanot” Espírita espanhol da virada do século XX e Beatriz Régis Machado, jovem da Mocidade Espírita Estudantes da Verdade do CEAK que apresentou o tema “Direito à Vida” na coordenação da mesa Bruna Régis Machado.

Herivelto - Beatriz - Bruna

Bruna Régis Machado

Herivelto Carvalho

Beatriz Régis Machado
 

Almoço

No intervalo do almoço, muitos foram ao Restaurante Caiçara que havia feito um convênio para o Simpósio, distante apenas duas quadras facilitando o deslocamento de todos.
 
Primeira sessão da tarde contou com Eugenio Lara e Ademar Chioro dos Reis que apresentaram respectivamente os trabalhos “ Os desertores de Kardec” e “Politicas publicas para  álcool e drogas e o papel dos espiritas” coordenando a mesa Rosana Régis e Oliveira.

Eugenio Lara

Ademar Arthur Chioro dos Reis
Rosana Régis e Oliveira
 
 

Livraria e Autógrafos

Neste Simpósio o ICKS montou uma livraria onde foram vendidos cerca de 50 livros e ou CDs de diversos autores, inclusive alguns deles presentes no evento. Houve neste intervalo da tarde um espaço destinado aos autógrafos, como este abaixo de Milton Medran Moreira com 3 títulos disponíveis a venda.

 
Milton Medran Moreira autografando

 
 

Bazar de Natal do Lar Veneranda

Já é uma tradição em nossos eventos a participação do Bazar Beneficente de Natal da Comunidade Assistencial Espírita Lar Veneranda, coordenado por Djorah Silva.


Djorah Silva - Nair

Trabalhos

Os últimos dois trabalhos apresentados no sábado, tiveram como foco a obra de Jaci Régis, os trabalhos “Pode o espiritismo ser considerado ciência da alma?  - Uma análise epistemológica da  proposta do pensador espírita Jaci Régis” desenvolvido pelo ICKS e apresentado por Cláudia Régis Machado e Valéria Régis e Silva. Em seguida “Jaci Régis e o Jardim de Epícuro” que Ricardo Nunes apresentou. Esta sessão foi coordenada por Beatriz Régis Machado.

Cláudia Régis - Valéria Régis

Ricardo Nunes
 
 
Equipe  do ICKS em ação

Cláudia - Mauricy -Valéria - roberto - Rosana e Camila
Yuri e João Conde recolhendo as perguntas
 


Assembléia da CepaBrasil

Foi realizada à partir das 19 horas a Assembleia Geral da Cepa-Brasil onde foi eleito Homero Ward da Rosa para o próximo biênio, substituindo a Alcione Moreno que deixa a presidência após 4 anos de mandato.

Alcione Moreno
 

Domingo – trabalho e muita discussão

No domingo tivemos uma sessão com mais dois trabalhos apresentados, seguido de uma mesa redonda onde foi discutido – Divulgação de nossas ideias.

Trabalhos

Alcione Moreno e Reinaldo Di Lucia desenvolveram dois interessantes trabalhos: “Sexualidade e Espiritismo” e Livre Arbítrio” respectivamente. Coordenou o trabalho Guilherme Régis e Silva

Alcione Moreno - Reinaldo di Luccia
 

Mesa Redonda

Curiosamente tivemos uma mesa redonda gaúcha formada por Alexandre Machado - presidente do ICKS, Homero Ward Rosa – presidente da CepaBrasil e por Milton Medran Moreira presidente do CCEPA que edita o Jornal Opinião, coordenou as discussões Cláudia Régis Machado.

Todas as sessões foram com muita participação da plateia com um número muito elevado de perguntas interessantíssimas.

Alexandre Machado - Homero Rosa - Milton Medran

Encerramento

Finalmente Alexandre Cardia Machado encerrou o Simpósio com elogio ao trabalho da Equipe do ICKS e amigos que muito fizeram para divulgar e apoiar o sucesso obtido no XIII SBPE.

Alexandre Machado
 
Participantes curtindo o sol na fachado do prédio 

Nazareh - Eugenio - Ivon Régis
 
Público

 

Convite para o XIV SBPE

Fica aqui expresso o convite para 2015, no mês de outubro estaremos realizando o XIV SBPE, posteriormente determinaremos a data.

 

 

 

 

 

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Desafios do Kadu - Revista de Entretenimento Espírita - autora Cláudia Régis Machado

Você gosta de diversão? Já pensou em fazer isto e testar seus conhecimentos espíritas?

Compre já a revista de entretenimento - Desafios do Kadu por apenas R$ 10,00 entregues em sua residência.




É muito fácil - mande um email para nós. ickardecista1@terra.com.br

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Encontrado fóssil de um australopiteco de 2 milhões de anos que pode ter sido um elo evolutivo de nossa espécie - Alexandre Cardia Machado


Encontrado fóssil de um australopiteco de 2 milhões de anos que pode ter sido um elo evolutivo de nossa espécie

Alexandre Cardia Machado

 

O Australopithecus sediba, descoberto em 2008, pode ser o ancestral direto do gênero Homo. É o que afirmam pesquisadores da Universidade de Witwatersrand, na África do Sul, e da Universidade de Zurique, na Suíça, depois que análises de ossos fossilizados de pré-humanos encontrados em Malapa  - um sítio ao norte de Joanesburgo, na África do Sul - revelaram uma idade de 1,98 milhão de anos. Ele é velho suficiente para ter dado origem ao Homo erectus - que viveu há 1,9 milhão de anos - espécie que é aceita pelos paleoantropólogos como ancestral direto do gênero humano.

Esta evidência da cadeia evolutiva, que levou ao desenvolvimento do homem moderno, nos mostra que nossa espécie passou por várias etapas num processo longo de evolução, em um mundo onde a mudança climática era o principal componente a acelerar a evolução das espécies.

Algumas características deste proto-humano que o coloca na linha de montagem do ser humano:

• Cérebro - A região do polo frontal e a área do bulbo olfatório são semelhantes aos de humanos. Isso pode indicar que a reorganização dos neurônios observada em espécies Homo pode ter ocorrido antes do aumento do cérebro.

• Mãos – Dedos menores, mas polegares longos. Além disso, um metacarpo (a parte da mão anterior aos dedos) robusto. Por essas características, o exemplar teria condições de usar ferramentas com mais facilidade até do que o Homo habilis - considerada a primeira espécie a dominar instrumentos -, primeiro representante do gênero Homo. Ao mesmo tempo, demonstra habilidades especiais para escalar árvores.

• Pelve (bacia) – Antes, acreditava-se que o aumento da pelve estava associado ao nascimento de indivíduos com cérebros maiores. Mas o espécime apresenta uma pelve bastante desenvolvida, sugerindo que o bipedismo mudou essa estrutura antes do aumento no volume cerebral. 

A equipe descobriu que o Australopithecus sediba reúne várias características que não são observadas em outros possíveis ancestrais do gênero humano. O fóssil mostra um cérebro surpreendentemente moderno – ainda que pequeno –, mãos desenvolvidas com polegares longos, uma pelve muito parecida com a de humanos e formato de pés e tornozelos misturando traços humanos e primatas.  Sua característica mais impressionante é suas mãos, cujos dedos polegares eram fortes suficientes para subir árvores, mas também se parecem com as mãos humanas, capazes de usar ferramentas com precisão. Até agora, este posto pertencia apenas ao Homo habilis, que viveu há cerca de 2 milhões de anos também.

Salientamos este ponto, pois o ser humano parece não ser um projeto, mas sim uma sequencia de adaptações, nos demonstrando que os caminhos que fizeram com que chagássemos ao que somos são curvos, como em si é a natureza.